terça-feira, 24 de maio de 2016

10 motivos para dizimar

10 motivos para dizimar

Oi, gente! Tudo bem?

No último post, falei sobre “O que é o dízimo? ”. Hoje, vamos falar sobre 10 motivos para dizimar. Está preparado? Lá vamos nós...

O que a Bíblia diz sobre dízimo?

#1. É uma ordem de Deus


Sim, dizimar é uma ordem da parte de Deus. Veja o que está escrito no livro de Malaquias capítulo 3, versículo 10, parte a: “Eu, o Senhor Todo-Poderoso, ordeno que tragam todos os seus dízimos aos depósitos do Templo. ”. Só esse versículo já deixa claro, que foi algo que Deus nos mandou fazer.

#2.Não ganhar status de Ladrão


Não dizimar é roubar a Deus

Você se sentiria ofendido se alguém entrasse na sua casa e levasse 10% dos seus bens? Eu sim! E acho que você também, certo? Imagine Deus, que é dono de todas as coisas, incluindo nós e os nossos bens?

A Bíblia diz que Ele é o criador de todas as coisas, de modo que, repetindo: tudo é Dele, tudo pertence a Ele.

Malaquias 3:8 diz “Eu pergunto: “Será que alguém pode roubar a Deus? ” Mas vocês têm roubado e ainda me perguntam: “Como é que estamos te roubando? Vocês me roubam nos dízimos e nas ofertas. ”.

Não devolver o dízimo, como ele ordenou, pode ser visto por Ele como furto e uma ofensa, uma vez que roubar é pecado, segundo descrito nos 10 mandamentos, e, repetindo, nada de fato nos pertence, tudo é Dele. Nessa parada, somos meros mordomos (administradores).

#3. Não ser amaldiçoado por Deus


Sim, aqueles que roubam a Deus, são amaldiçoados por Ele: “Todos vocês estão me roubando, e por isso eu amaldiçoo a nação toda. ” (Malaquias 3:9, NTLH).

#4. Ser abençoado por Ele


Dizimar é ser abençoado por Deus

Aquele que dizima, é claro, é abençoado por Deus. E olha a benção para quem faz isso: “Não deixarei que os gafanhotos destruam as suas plantações, e as suas parreiras darão muitas uvas. Todos os povos dirão que vocês são felizes, pois vocês vivem numa terra boa e rica. Eu, o Senhor Todo-Poderoso, estou falando. ” (Malaquias 3:11b-12, NTLH).

Na época, em que o livro de Malaquias foi escrito, as pessoas tiravam seu sustento da agricultura, por isso, ao entregar o dizimo, as plantações eram preservadas e não havia escassez. Mais ou menos, como se o dizimo fosse um potente inseticida contra a praga dos gafanhotos, que comiam as plantações.

Nos dias de hoje, o nosso sustento é tirado a partir de um trabalho, que nos gera uma renda. A entrega do dizimo permite que não tenhamos os nossos recursos financeiros consumidos por coisas desnecessárias, o que não tem nada a ver com a má administração de recursos (mordomia).

Uma coisa é o gafanhoto comer os meus bens, outra é eu gastar mais do que ganho. Enfim, isso é tema para outro post.

#5.Cobrar Deus “de leve”


Dizimar permite colocar Deus à prova

Aqui é o tal do “Por Deus a prova”. Segundo fiquei sabendo, é único lugar na Bíblia onde o próprio Deus diz: “Ponham-me à prova e verão que eu abrirei as janelas do céu e farei cair sobre vocês as mais ricas bênçãos. ” (Malaquias 3:10, NTLH).

Mas a primeira parte desse mesmo versículo diz: “Eu, o Senhor Todo-Poderoso, ordeno que tragam todos os seus dízimos aos depósitos do Templo, para que haja bastante comida na minha casa. ”.

Perceba que só aquele que entrega o seu dízimo pode colocar o Senhor Deus a prova. Só essa pessoa pode dizer: “Senhor Deus, entreguei meu dízimo ao Senhor, estou passando por um perrengue financeiro, o Senhor pode me ajudar com isso? ”.

#6. Repreender os gafanhotos


Repreender os gafanhotos

No post “Por que se preocupar com a tentação? ”, falei que não devemos subestimar os nossos inimigos, mas que não precisamos temê-los. Aqui, gafanhotos representam o maligno, demônios mesmo, e não saem quando mandamos embora, em nome de Jesus.

A única coisa que repreende os gafanhotos é dizimar: “Não deixarei que os gafanhotos destruam as suas plantações, e as suas parreiras darão muitas uvas. ” (Malaquias 3:11, NTLH).

#7. Manutenção da casa do Senhor


Equilíbrio das finanças na casa de Deus

A Bíblia diz que devemos dizimar também “[...] para que haja bastante comida na minha casa. [Templo, casa de Deus, Igreja] “ (Malaquias 3:10b, NTLH). Antigamente, conforme consta no antigo testamento, aqueles que trabalhavam no templo, como sacerdotes e levitas, não apenas exerciam suas funções, mas moravam e se alimentavam ali.

Hoje é diferente. Eles habitam em suas próprias casas, mas a Igreja do Senhor ainda se ajunta e congrega em um templo físico.

Se você frequenta uma Igreja, saiba que ela não é sócia da companhia de energia elétrica, muito menos da de abastecimento de água, fora, em alguns casos, o aluguel do prédio.

Assim, como eu e você precisamos pagar as nossas despesas, sejam familiares ou individuais, a Igreja também precisa fazer isso.

Basicamente, quase todas as despesas são pagas através das entradas de dízimos e ofertas, entregues pelos fieis, na casa de Deus.

#8. Acredite: 90% é melhor que 100%!


Sim! 90% é melhor do que 100%

Isso é uma questão de lógica espiritual, se não existe esse termo, inventei no artigo passado.

Meus Pastores sempre nos ensinaram uma coisa: se não conseguimos pagar as nossas despesas com 90% do nosso salário, não é com mais 10% que iremos fazer.

Deus não precisa do nosso dinheiro, mas nós precisamos ser abençoados por Ele.

Acreditando você ou não: devolver a casa de Deus 10% sempre foi uma benção em minha vida e, essa quantia, nunca me fez falta.

Usei a expressão devolver, porque tudo que existe no universo é dele. Inclusive o salário que recebemos, mas Ele, em sua infinita bondade e misericórdia, só nos pede 10%.

Vou repetir o que disse no último post: Ele só pede 10% cento. Então, porque não adorar e agradar a Deus com pelo menos o mínimo que Ele me pediu?

#9. Não, o dinheiro não vai para o Pastor!


Muita gente não dizima, porque acha e diz “O dinheiro vai para o Pastor! ”. Não, ele não vai.

É fato que Deus escolhe homens e mulheres para administrar os recursos de Sua própria casa, pois Deus delega autoridade a pessoas (Você pode ler sobre isso no livro de Romanos, capítulo 13).

No entanto, assim como nós, se eles desobedecerem a Deus ou gastarem o dinheiro destinado à Sua casa de maneira desornada ou contraria a vontade do Senhor, arcarão com as consequências disso.

Em outras palavras, é o próprio Deus que os julgará e fará exercer sobre eles a sua justiça. Eu apenas preciso me preocupar em obedecer. Se o dinheiro estiver sendo gasto de maneira injusta, não preciso me preocupar em acusá-los ou julgá-los, Deus acertará as contas com Eles.

#10. É uma forma de adoração a Deus


Dizimar é uma forma de adoração a Deus

Sim, dizimar é uma forma de adorar a Deus. Olha o que diz a Bíblia:

Então o nosso Deus escolherá o lugar onde ele será adorado, e para lá vocês levarão tudo o que estou ordenando, isto é, os animais que são queimados no altar e os outros sacrifícios, a décima parte dos animais e das colheitas, as contribuições e todas as outras ofertas prometidas a Deus. ” (Deuteronômio 12:11, NTLH).

Antigamente, antes da vinda de Jesus, sacrifícios de animais eram feitos, não apenas para perdão de pecado, mas também como forma de adoração a Deus.

Por isso, hoje, apesar de não entregarmos mais bois ou colheitas como sacrifício a Ele, ao dizimarmos e ofertarmos, estamos adorando a Deus.


E você? Que motivos possui para dizimar ou para não dizimar? Se desejar, deixe suas respostas nos comentários.

Agradecimento: Eu não poderia deixar de expressar minha gratidão aos meus Discipuladores, Lideres e Pastores, Luciano e Vanessa, por me ensinarem muito do que sei hoje sobre oferta a Deus, bem como outras coisas. Especialmente, a Pastora Vanessa. Que Deus abençoe muito vocês!

Até mais!

Postagens Populares