terça-feira, 14 de novembro de 2017

Louvor em meio a Guerra | Ana Márcia Britto (#R12)

Resenha do livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito


Louvor é sinônimo de reverência, honra, glorificação. Já guerra tem como sinônimos confronto, conflito, luta.

Como palavras tão únicas podem caber tão bem na mesma frase? É sobre o livro "Louvor em meio à guerra", de Ana Márcia Britto, que vamos falar hoje. 


Livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito
Título: "Louvor em meio a guerra"
Autora: Ana Márcia Brito
Ano: 2014
Páginas: 172
Idioma: Português
Editora: Semente de Vida
Minha nota: 4.5/5
Resumo da Sinopse: A obra relata o tenso período vivido pela autora, após ter descoberto que estava com câncer de mama até ter recebido a cura da parte de Deus.

Sobre a autora


Ana Márcia Brito
Onde encontrei essa imagem?

O livro foi escrito por Ana Márcia Britto. Ela é Apóstola e esposa Apóstolo Gilmar Britto. Ambos são do ministérios de louvor no MIR (Ministério Internacional da Restauração) em Manaus, Amazonas, e pais de três filhas.

É autora de outros livros: “Restaurando o altar da Adoração” e “Mulheres que louvam”, ambos da Editora Semente de Vida. Além de ter gravado CD solo e também com seu marido.



Louvor em meio a Guerra


Um tempo depois de ter dado a luz a uma de suas filhas, Ana se dá conta de que tinha um pequeno nódulo na mama direita e, após ir ao médico e realizar alguns exames, descobre que estava com um tumor já em estágio avançado.

E, então, começa a sua luta contra esse inimigo que pode se tornar fatal, se não for descoberto de forma precoce.

Antes de prosseguirmos, uma pausa…


Vamos a alguns dados e fatos interessantes sobre o câncer de mama, que talvez você já saiba, mas é sempre bom recordar:
  • O mês de outubro é conhecido como “Outubro Rosa” e várias campanhas de conscientização sobre o câncer são feitas no Brasil.
  • É o tipo de câncer que mais provoca a morte de mulheres no Brasil;
  • Segundo o Inca, a estimativa é de 40 mil novos casos por ano e tem atingido cada vez mais mulheres jovens;
  • Se for descoberto precocemente, a probabilidade de cura é 95%;
  • Quanto mais cedo se descobre a doença, existe a possibilidade de diminuir sessões de radio e quimioterapia.
  • Homens também podem ter câncer de mama. Estima-se que para cada 100 mulheres diagnosticadas apenas 1 caso é encontrado entre os homens.
  • As principais formas de diagnosticar a doença é através de autoexame, mamografia ou qualquer outro exame recomendado pelo seu médico.
Fontes dessas informações: Correio Braziliense e Casa Saudável.

...Voltando ao livro!


Após essa difícil notícia, Ana poderia ter escolhido reclamar e se lamentar sobre esse problema, afinal de contas, ninguém merece passar por uma doença como essa, ou louvar a Deus pela sua bondade e infinita misericórdia.

E eu te digo, sem dar spoiler, que ela decidiu louvar. O resultado desse processo, que vai além da cura, você só descobrirá se ler o livro.

 "Falar em louvar a Deus na dificuldade é loucura aos olhos humanos naturais. Quem vai lembrar de louvar a Deus por estar doente?" (Ana Márcia Britto)

Minha opinião


Se você já leu esse livro e teve as mesmas percepções deixa aqui nos comentários, vou ficar feliz em saber se é coisa da minha cabeça ou se é isso mesmo que pensei.

Vamos trocar experiências, ok?!

Primeiro, vamos falar do que gostei…


De maneira geral, meu tipo favorito de leitura são aquelas de cunho biográfico ou autobiográfico, ou seja, aqueles livros que se dedicam a contar a vida ou experiência de alguém que de fato existiu.

Acho que isso traz uma identificação ou não, dependendo do ocorrido. (Você também pensa assim, deixa aqui nos comentários.)

Sendo assim, o livro narrado em primeira pessoa, me surpreendeu pela leveza na escrita, sinceridade e testemunho de fé.

Vi uma história muito relevante de superação, em Deus, desse momento que é difícil a todos. Seja para quem se encontra doente ou para amigos e familiares que estão ao lado dessas pessoas, que estão vivenciando esse processo.

Sobre a linguagem usada pela autora achei simples, fácil e fluída. Li muito rápido!

Além de tudo isso, como comentei nas Redes Sociais, o trabalho de capa e do interior do livro estão excelentes! Ficou um belo trabalho! Expressam bem o assunto relatado.

Capa do livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito
Capa.

Autógrafo do livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito
Sim! O livro está autografado.

Sobre o livro estar autografado: comprei ele em 2014, quando foi lançado. Na época, a autora estava na livraria para uma sessão de autógrafos e, é claro, peguei o meu. 😀😃

Abertura do capítulo do livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito
Início de um capítulo.

Contracapa do livro: Louvor em meio a guerra, de Ana Márcia Brito
Contracapa.

Agora, vamos falar do que não gostei?!


Muito pouca coisa! (Risos) É que sou chata mesmo!

Encontrei alguns poucos erros de edição, algo dentro do normal e que não atrapalha em nada a leitura e compreensão da escrita.

Nesse ponto quero fazer um elogio a Editora Semente de Vida, que tem melhorado cada vez mais seus trabalhos editoriais. Hoje já são raros os erros de edições que encontro em suas obras.

(Sei que não sou ninguém para falar disso, provavelmente você já deve ter visto muitos erros por aqui. Aliás, eu mesmo os encontro depois de um certo tempo, quando releio meus textos. Essa é só uma reclamação de gente chata como eu… Rsrs)

Apesar de ser um livro com começo, meio e fim, o que me deixa muito feliz, pois aprecio muito isso, senti que, mais para os capítulos finais, a narrativa pareceu perder o fio da meada.

A boa notícia é que, um tempo depois, tudo volta nos eixos e uma lógica ressurge, fazendo com que tudo faça sentido novamente. Não posso dar mais detalhes, senão vira spoiler.

Lembrando que essa foi apenas a minha opinião.


Conclusão


Você recomenda esse livro? Com certeza! É um livro para ser lido por todos!

Mesmo que nenhum de nós venhamos a enfrentar um câncer, seja de qual espécie for, não estamos imunes a situações difíceis na vida. Seja quando somos o personagem principal, seja quando somos coadjuvantes, já que alguém de nosso convívio pode estar passando por algo semelhante.

Histórias como essa, fortalecem e edificam a nossa fé, em Deus, e nos ajudam a encarar as duras batalhas que encontramos pela vida. É sempre muito bom aprender com quem correu e venceu os obstáculos.

Quero sugerir ainda que, se você conhece alguém que está lutando contra o câncer, não importa o tipo, dê esse livro de presente a essa pessoa. Isso pode ser de grande ajuda para ela.

O link para você conhecer mais sobre esse livro segue logo abaixo:

Se esse post te ajudou de alguma forma, compartilhe nas redes sociais.

Que Deus te abençoe! Até mais! Tchau!

Postagens Populares